Priscila Armani – Jornalista

Cinema, cultura, mídia e variedades nas palavras livres de uma jornalista.

Posts Tagged ‘Opperaa

Ontem eu vi o João Moreira Salles…

with one comment

Meu povo amigo, voltei!

Não, não morri! Ainda tem alguém aí? Não sei! Espero que sim! Porque agora é que vem a grande virada deste blog… 

Depois de tanto tempo, decidi que vou mudar o formato deste meu “veículo”.  Decidi abolir completamente tudo que já fiz antes. Já fui autoral, já peguei conteúdo do Opperaa e do Mondo BHZ, já peguei conteúdo de outros sites.

Agora, serei, simplesmente, autoral. Isso vai dar um trabalhão danado! Mas não tem jeito… Mesmo atualizando menos, tenho que ser eu mesma. Cansei do lugar comum. E de ficar recortando notícia. Não estava acrescentando nada a ninguém.

Espero que vocês me acompanhem nessa jornada em busca de mim mesma…

————-

Ontem (03/11) eu fui no Teatro Ney Soares, no Uni-BH, ver o João Moreira Salles. Ele é um cara legal, meio nerd, e foi falar sobre a Revista piauí. Você lê a piauí? Não? Nem eu. Mas mesmo assim não boiei. O debate deu uma boa ideia de como é a revista. E sobre como o trabalho é desenvolvido lá.

Basicamente, lá é o lugar onde todo jornalista gostaria de trabalhar. Qualquer tema pode, teoricamente, dar matéria. Não há editorias fixas ou reunião de pauta. A única regra é que as entrevistas precisam ser presenciais: por telefone, e-mail ou sinal de fumaça não vale. E há um tempo considerável para se redigir o texto. Ele varia de dois dias a um ano, dependendo da complexidade do tema. E ele citou o exemplo do perfil da Dilma Rousseff, no qual o repórter passou quase quatro meses ligando todo dia pro escritório dela.  E conversou com todo mundo que a conhecia. Até que ela resolveu dar entrevista. Não tinha nem como deixar de dar, ela concluiu obviamente.

Fiquei intrigada com ele. Não gosto de nada pomposo. Gosto de coisas simples. Práticas. De repente, ele me vem com “não gosto da expressão ‘jornalismo literário’. Prefiro ‘jornalismo narrativo'”. Para mim, os dois são o mesmo. Acredito que dizer que um filme é um “bom pipocão” é melhor que dizer “longa-metragem que respeita os parâmetros da tendência contemporânea de produções hollywoodianas”. Os dois querem dizer o mesmo? Sim! Qual é a diferença então?

A diferença está na forma, não no conteúdo. Isso o próprio Salles disse.

Porém…

O jeito como você apresenta a informação define o seu público. Isso sou eu que digo. No caso dele, uma revista com matérias longas e trabalhadas encontrou abrigo nos corações dos cults. Eu preferia que meu público fosse meio termo, nem rebuscado demais nem “boquinha na garrafa” demais. Nada contra nenhum dos dois, obviamente. É que eu sou uma pessoa mediana, sabe? E acho que os medianos teriam mais facilidade de se identificar comigo. Não sou escritora nem nada. Tô falando do Opperaa e do Mondo BHZ mesmo, pros quais escrevo.

Enfim, ainda estou na expectativa de que os sites emplaquem. Enquanto isso, admiro o Salles, por seu bom trabalho e o invejo por ter a autonomia financeira que tem. Ou seja: ele não precisa que a piauí dê certo para sobreviver. Nem precisa que seus filmes sejam assistidos pelas massas. Ele é um desses caras que acha que o dinheiro não é um objetivo e sim um meio. Discordo dele. Mais pra frente vocês entenderão o porquê.

Anúncios

Written by Priscila Armani

quinta-feira, novembro 5, 2009 at 10:27 am

Ombudsman OP – 16 a 21/03

leave a comment »

personamoda

Novo visual e endereço dão mais charme ao Persona Moda.

Bem, devido a alguns problemas de tempo, bem justificados no meu outro blog, não tenho feito o Ombudsman, mas agora o motivo é mais do que justificado.

O Persona Moda, blog de Moda que é mantido por Amanda Medeiros, consultora de moda e colaboradora do Opperaa, mudou de endereço!

De endereço e de cara também. O site deixou de ser apenas mais um template modificado de blog para ter uma cara própria, estilo mais chique e um visual bem mais condizente com o seu tema.

A qualidade das informações, porém, continua boa como sempre. Amanda arrebenta a boca do balão, trazendo sempre as notícias mais quentes do mundo fashion.   

Dêem uma passada lá e depois me contem o que acharam. O novo endereço é: http://www.personamoda.com.br

Written by Priscila Armani

domingo, março 22, 2009 at 7:53 pm

Cinerama especial – Oscar 2009

leave a comment »

oscar

Meus caros, hoje vou relatar para vocês a bizarra experiência que tive na madrugada de ontem para hoje, fazendo a cobertura do Oscar pelo Twitter do Opperaa.

Que aventura! Foi difícil demais assistir à transmissão pela web. Primeiro, tive de procurar um link decente. Isso já foi bem complicado. Quando achei que tinha encontrado e começei a assistir, deu problema. Deixei de ver umas categorias, buscando soluções a torto e a direito na web.

A TNT, meus caros, fez uma cobertura de dar dó. Aquela tradutora atrapalhou todo mundo de entender a cerimônia. Isso porque de 70 a 90% das pessoas com TV a cabo saca alguma coisa de inglês. Os comentários no twitter foram impiedosos. Teve gente que assistiu com a tecla sap ligada, achou melhor. Eu, que não tenho TV a cabo (jornalista é pobre), achei num canal a transmissão da TNT via web. Não aguentei. Tive de procurar outra alternativa. 

Fiquei rodando, procurando, e então acabei voltando para o site de onde tinha saído. Tinham solucionado o problema. Áudio péssimo, imagem idem, mas deu pra trabalhar. Não podia deixar de fazer a cobertura.

Destaques da noite: Heath Ledger recebendo o Oscar de melhor ator coadjuvante; Penélope Cruz recebendo o Oscar de melhor atriz coadjuvante; Kate Winslet ganhando como melhor atriz; Sean Penn como melhor ator; e “Quem quer ser milionário?” ganhando tudo, ao todo oito Oscars. “O Curioso Caso de Benjamin Button” foi o grande perdedor da noite. “The Dark Knight” ganhou bem mais prêmios do que o esperado e Mickey Rourke foi injustiçado com o seu “O Lutador”. Mas Sean Penn é muito bom também.

Estava torcendo para que Milk ganhasse como Melhor Filme, mas deu “Quem quer ser milionário?”. Filmes com temática gay dificilmente serão premiados algum dia nessa categoria.   

Nota dez: para o jeito diferente da Academia de apresentar as categorias esse ano, trazendo mais pessoas para homenagear os candidatos, com uma dinâmica diferente. Procurem e assistam no youtube, aqueles que não viram, para entender ao que me refiro.

Nota zero: para o pífio site do Oscar. Não transmitiram a cerimônia ao vivo, apenas postando o nome dos vencedores por escrito. Atitude conservadora e estúpida, provavelmente imposta pela rede de TV ABC, detentora dos direitos da transmissão lá. Vamos evoluir, gente! Desde quando isso impede alguém de assistir via web? 

Veja a lista completa de vencedores, em todas as categorias.

Written by Priscila Armani

segunda-feira, fevereiro 23, 2009 at 11:30 am

Publicado em Cinerama

Tagged with , ,

A semana do Opperaa – 02 a 06/02

leave a comment »

Olá pessoas!

No Ombudsman Opperaa de hoje, vou recomendar a vocês duas pérolas.

A primeira é o Vulture Whale, banda destaque dessa semana no Opperaa e que faz um som bem garage-rock. Vindo diretamente do Alabama para o mundo, esse quarteto é demais. Não deixem de acessar e conhecer o som dos caras.

A segunda pérola é o Opperaacast de fevereiro, com Salomão Terra e Guilherme “Rodo” Ávila traduzindo para vocês músicas dos Beatles, New Order e até o rei Elvis Presley! Vocês não acreditam no que as letras de clássicos como “I Am The Walrus” significam. É, literalmente, uma viagem musical! Não deixem de ouvir. É de chorar de rir!

Written by Priscila Armani

domingo, fevereiro 8, 2009 at 12:20 am

A semana do Opperaa – 12 a 16/01

leave a comment »

opperaa1

Nessa semana que passou, tivemos no Opperaa coisas muito legais.

Merecem destaque as notícias sobre o filme “O Curioso Caso de Benjamin Button“, o cd de estréia do “Cut Off Your Hands“, a exposição “Desconfigurações“, em homenagem à Antônio Bandeira, e a versão de “Navalha na Carne” que está em cartaz no Centro Cultural São Paulo.

Written by Priscila Armani

sábado, janeiro 17, 2009 at 11:15 pm

Opperaa e seu autor são mencionados no Mercado Webminas

leave a comment »

Confiram abaixo matéria publicada ontem, 01/12, no site Mercado WebMinas:

“Entra e sai no mercado webminas – parte 13

Outro que também deu um “Ctrl X + Ctrl V” na carreira foi Salomão Terra. Em pouco mais de um ano como arquiteto de informação, planejamento e comercial na Bhtec, Salomão atravessa a rua (literalmente) e estréia essa semana no StudioSol. “A experiência (na Bhtec) foi bem proveitosa. Durante o período, tive a oportunidade de desenvolver projetos bem legais, como hotsites para o Bh Shopping, análises métricas e inúmeros outros trabalhos que podem ser conferidos aqui“, nos escreveu Salomão.

O cara tem grandes expectativas, “sobretudo por minha ligação com a música e a vontade de trabalhar com veículos. Lá desenvolverei atividades de planejamento também”, completa, reiterando que a oportunidade surgiu a partir de um contato pessoal vindo do próprio StudioSol.

Para Salomão, não foi uma decisão fácil. “Minha posição na Bhtec propiciou uma boa colocação no mercado, além da experiência em si em uma agência de ponta. A oportunidade do StudioSol estava atrelada ao fato de ser uma empresa que trabalha com ambientes de entretenimento”. Salomão terminou recentemente uma pós em Jornalismo e Cultura pelo Uni-BH, e sempre quis trabalhar em empresas que possibilitassem desenvolver projetos de internet e cultura. “Assim, a decisão foi bastante por esse lado, pela afinidade pelos dois campos, web e, no caso do StudioSol, música”.

Fora do trabalho, Salomão comanda, ao lado da jornalista Priscila Armani, a revista Opperaa“.

Leia a notícia completa aqui.

Written by Priscila Armani

terça-feira, dezembro 2, 2008 at 4:52 pm

Rico em energia e nutrientes*

leave a comment »

O Velvet Underground fez uma escolha apropriada para a capa de seu álbum de estréia. A banana é uma fruta que combina bem com o disco. O toque de Midas de Warhol torna o trabalho referência até os dias de hoje, tanto em termos de arte quanto de música. 

Em muitas áreas, a máxima “menos é mais” é bastante válida. No caso do Velvet Underground, quando decidiu, em 1967, lançar seu primeiro álbum com a famosa capa de Andy Warhol, a decisão foi bastante sábia.

Até hoje a capa é referência para muitas bandas. É simples, mas não simplória. Em sua edição original, o dono do disco era convidado a descascá-la lentamente e ver o seu conteúdo. Para surpresa de muitos, a banana sem casca era cor de carne.

A mensagem por detrás disso? Interprete à vontade.

Warhol foi responsável não só pela capa do disco como também era produtor e mentor da banda no início. O álbum de estréia do Velvet ficou conhecido em todo o mundo por suas letras que descreviam o uso (e abuso) de drogas, prostituição, sadomasoquismo e comportamento sexual anormal.

Uma das canções mais famosas do álbum é “Heroin”. A letra é rica em detalhes das reações de um indivíduo sob influência de Heroína. As pessoas da época ficaram bastante chocadas com as letras de Lou Reed e o álbum foi um fracasso de vendas.

Podemos encontrar algumas semelhanças entre o disco e a fruta que está na sua capa. A principal é o fato da banana ser conhecida por ser rica em nutrientes e dar muita energia e vitaminas para quem a come. O álbum do Velvet também é cheio de energia e não é à toa que figura em 13º na lista dos “500 Maiores Álbuns de Todos os Tempos” feita pela revista Rolling Stone.

Além disso, o disco já deu muita inspiração a músicos que o ouviram, sendo um bom “nutriente” para artistas de todo o mundo. A degustação tanto da banana quanto do álbum são altamente recomendadas para a saúde do corpo e do espírito!

*A coluna Fastcult é escrita para a Revista Opperaa e sai quinzenalmente.

Written by Priscila Armani

quinta-feira, outubro 9, 2008 at 4:59 pm