Priscila Armani – Jornalista

Cinema, cultura, mídia e variedades nas palavras livres de uma jornalista.

Posts Tagged ‘Batismo de Sangue

Cicatrizes e deformações

leave a comment »

Batismo de Sangue” e “O Homem Elefante” não possuem nada em comum. Um é o oposto do outro, mas os dois são excelentes filmes. Levam à reflexão, à emoção, ao culto à vida. E sobre isso possuem muitas coisas em comum.

Começemos com o brasileiro “Batismo de Sangue”. Ele conta a história da intervenção dos padres dominicanos na Ditadura Militar. Muitos não sabem, mas estes padres estiveram envolvidos em iniciativas para dar fim ao regime. Foram torturados cruelmente. Não foram poupados por serem padres. Muito menos se contentaram em só rezar missas.

O preço disso foi bastante alto. Já no início do filme vemos Frei Tito, com 29 anos, se suicidando porque preferiu “morrer a perder a vida”. Suas cicatrizes foram todas internas. A Ditadura lhe roubou a alma. Sua tortura nunca teve fim. A partir daí vemos os outros padres passar por diferentes sofrimentos provocados pela Ditadura: Frei Betto, Frei Oswaldo, Frei Fernando e Frei Ivo. Cada um impactado de uma forma e todos chocados pelo fim “lento e gradual” da vida do amigo.

Percebemos que a Ditadura foi um período triste demais da nossa história e que, por mais que tenhamos problemas, a democracia é inúmeras vezes preferível. A nossa foi toda banhada em sangue e se hoje podemos votar é graças ao sacrifício de muitos.

Se todo mundo refletisse a respeito dessa questão, imagino que os votos seriam mais conscientes. Isso ajudaria bastante. E espero que muita gente vote mais consciente em Outubro.

Pulando da política para o imaginário fascinante de David Lynch, temos “O Homem Elefante”. Se Frei Tito foi prejudicado pelas cicatrizes internas, John Merrick foi prejudicado pela aparência monstruosa. Ele nasceu com uma série de defeitos físicos na cabeça e no corpo, que o fizeram ser sempre visto com olhos preconceituosos pela sociedade. No circo, ele é escravizado por Bytes, um homem terrível que lhe bate e trata muito mal, exibindo-o como homem elefante e lucrando em cima de sua desgraça.

Merrick tem apenas 21 anos e, apesar da aparência grotesca, lê, fala normalmente e é extremamente educado e culto. Incrível pensar que essa história foi real. Aparentemente tem a aparência que tem devido ao ataque de um elefante à sua mãe, quando estava grávida dele. O filme não esclarece se isso é verdade ou não, mas isso não tem importância. Merrick é um ser humano e não um animal. E essa reflexão nos acompanha mesmo depois do filme acabar. 

Interessante também é que, ao final, há uma voz que diz: “nada morrerá”. Sim, acredito que realmente não há essa morte. Pelo menos não para esse pobre homem elefante. Foi feliz como pôde, perseguido como nunca, mas nos ensina a deixar o exterior de lado. Uma bela crítica para uma época tão fútil como a que vivemos.

Esse foi o fim-de-semana da reflexão. Esses dois dvds não dá para não assistir. Corram para a locadora mais próxima!

Written by Priscila Armani

segunda-feira, agosto 4, 2008 at 9:47 am

Publicado em Dica de DVD

Tagged with ,

Em breve…

leave a comment »

Em breve resenhas de “Batismo de Sangue” e “O Homem Elefante”. Aguardem!

Written by Priscila Armani

domingo, agosto 3, 2008 at 12:22 am

Publicado em Dica de DVD

Tagged with ,