Priscila Armani – Jornalista

Cinema, cultura, mídia e variedades nas palavras livres de uma jornalista.

Posts Tagged ‘Al Pacino

Cinerama 04/02 – curtinhas

leave a comment »

E vamos ao Cinerama de hoje, com algumas fofocas cinematográficas!

***Al Pacino irá trabalhar neste ano como o personagem-título de “Rei Lear”, peça de William Shakespeare. O filme será dirigido por Michael Radford – repetindo a parceria de “O mercador de Veneza” (2004).

Pacino já interpretou vários personagens de Shakespeare, mas nunca viveu Rei Lear, um monarca que decide escolher seu sucessor através de um jogo. Ele divide seu reino em três partes e cada uma delas é dada a uma de suas filhas. Uma das herdeiras, Cordélia, se recusa a participar e é exilada.

“Rei Lear” já foi filmado diversas vezes, com Laurence Olivier, Orson Welles e Paul Scofield no papel principal.

Fonte de informações: Variety

***Tom Cruise esteve no Brasil para a pré-estréia de seu novo filme, “Operação Valquíria”. No Rio de Janeiro, ele, a esposa Katie Holmes e a filhinha Suri foram vistos passeando por diversos pontos turísticos da cidade maravilhosa. Ele deu uma bola fora, declarando o seu amor ao “samba e ao tango”. Mas, fazer o que, né? Por causa do fuso horário, deve ter se sentido um pouco argentino ou algo do tipo.

“Operação Valquíria” trata de um complô feito no alto comando nazista para matar Hitler. Deve estrear em todo o Brasil nas próximas duas semanas.

Fonte: Uol

Anúncios

Written by Priscila Armani

quarta-feira, fevereiro 4, 2009 at 6:25 pm

Continuação: “Scarface”

leave a comment »

scarface

Já “Scarface” é estrelado por Al Pacino e possui quase três horas de puro tiroteio. Não à toa o filme inspirou vários vídeo-games. Extremamente violento e com apologias ao uso de cocaína, não é nada light. Mas traz uma das figuras mais caricatas da história do cinema norte-americano: Tony Montana, o personagem de Pacino.

Montana é uma figuraça. Em 2006, ele figurava no 13º lugar da lista fictícia dos “mais ricos” que foi elaborada pela Forbes. Cubano, ele foi um dos muitos que aproveitou a trégua temporária de Fidel Castro, na década de 80, e veio para os Estados Unidos. Começou com um pequeno assassinato, para garantir o Green Card. Mas logo que teve oportunidade, quis entrar para o tráfico. Depois de quase ter sido morto com uma serra elétrica (cena clássica da obra), ele ganha o respeito de um chefão do tráfico e sua confiança. Dali ele passa a ter contatos com um produtor colombiano e começa a querer montar um “negócio próprio”.

Apaixonado por Elvira (Michelle Pfeiffer), mulher do chefe, Montana fica ainda mais motivado a ter dinheiro e poder. Em outra cena clássica desse filme ele diz ao amigo Manny Ray “tenha dinheiro e você terá as mulheres. Nesse país é preciso ter dinheiro e poder para depois ter as mulheres”. Depois de assassinar o chefe, ele se torna poderoso e consegue conquistar Elvira. Mas o dinheiro e o poder nunca são suficientes para ele.

Ele vê nos céus um dirigível da Goodyear que diz “O mundo é seu”. Esse passa a ser seu lema pessoal. Uma casa enorme, cheia de câmeras, muito luxo, ostentação e cocaína passam a fazer parte de sua vida. Mas dinheiro não traz felicidade a ele e Montana começa a ficar paranóico, louco, até causar a própria destruição. 

Dirigido por Brian De Palma e com roteiro de Oliver Stone, “Scarface” foi inspirado em um
romance de “Armitage Trail” e é o remake de um filme de 1932. Censurado em muitos países, “Scarface” tem a palavra “fuck” pronunciada 206 vezes por seus personagens. Imperdível, no entanto, devido a seus cenários, execução que beira a perfeição e cenas clássicas da história do cinema.

A atuação brilhante de Pacino é uma verdadeira aula para os atores de hoje, aos quais carece tanto densidade e profundidade.

Written by Priscila Armani

sábado, novembro 15, 2008 at 9:23 pm