Priscila Armani – Jornalista

Cinema, cultura, mídia e variedades nas palavras livres de uma jornalista.

Por que tanta gente quer ser jornalista?

with 3 comments

Vale a pena ler. É um texto longo, mas uma reflexão inteligente a respeito do profissional de imprensa.

Escrito por Ricardo Kotscho

Extraído do site Observatório da Imprensa.
 
Faz muitos anos que os cursos de comunicação social que formam jornalistas são os mais cobiçados nos exames vestibulares. Faculdades de jornalismo pipocam por todo o país, são centenas por toda parte.

Por isso, eu me pergunto: por que tanta gente quer ser jornalista, exatamente neste momento em que se anuncia a morte dos jornais e a nossa profissão é tão criticada pelo conjunto da sociedade?

Além disso, estamos prestes a ter uma decisão do Supremo Tribunal Federal, provavelmente acabando com a obrigatoriedade do diploma, o que, na prática, significa que qualquer um poderá ser jornalista, como já vem acontecendo.

Claro, eu sei que com o crescimento das novas mídias eletrônicas ninguém mais precisa ter diploma nem emprego para ser jornalista, pois cada um pode fazer seu próprio jornal na internet.

A profissão da moda

Mesmo assim, uns 50 mil jovens, ninguém sabe ao certo quantos, estão hoje cursando faculdades de jornalismo para ter um diploma. Daqui a pouco vamos ter um contingente maior de estudantes do que o conjunto de profissionais em atividade.

Cada vez que faço uma palestra ou participo de debates em faculdades, vejo aquele mundão de gente no auditório e me preocupo com o futuro profissional daqueles jovens. Haverá emprego e trabalho para todos?

Emprego bom, não sei, mas trabalho certamente quase todos terão se quiserem mesmo ser jornalistas. Mudaram tanto as relações de trabalho que você hoje já não sabe quem é patrão e quem é empregado de quem diante dos milhares de títulos de impressos e de assessorias de imprensa, sites e blogs na internet.

O mais difícil é saber por que e para que eles querem ser jornalistas. Fiz esta pergunta aos meus alunos quando dei aulas por um período na USP e na PUC/SP no século passado e poucos souberam responder.

Cheguei à conclusão de que a maioria estava ali porque jornalismo era a profissão da moda, sem a menor idéia do que gostaria de fazer na profissão, além de aparecer na tela da TV Globo, é claro, ou ter uma coluna na Folha ou na Veja.

Tempo para fazer matérias

Aquela velha história de idealismo, compromisso social, mudar o mundo e todos os sonhos dos meus tempos de estudante, acabou. A grande maioria quer mesmo é se dar bem, fazer sucesso e ganhar uma boa grana, sem saber como.

Fico impressionado com a quantidade de estudantes que me procuram para dar entrevistas, fazer palestras, dar depoimentos para seus TCC (Trabalho de Conclusão de Curso, uma praga que inventaram para atazanar a vida de velhos jornalistas) ou simplesmente conversar sobre a profissão.

Muitos deles buscam apenas uma palavra de estímulo, um alento, já que em suas escolas os professores os desanimam tanto diante das dificuldades que encontrarão no mercado de trabalho que muitos desistem antes mesmo de tentar alguma coisa.

E no entanto, a cada encontro com estudantes de jornalismo, me surpreendo não só com a quantidade, mas também com o entusiasmo e a qualidade de alguns deles, dispostos a encontrar nesta profissão não apenas uma opção profissional, mas uma opção de vida.

Foi o que aconteceu na última segunda-feira (13/4), na Universidade São Judas, na Moóca, em que tive dificuldades até para sair do auditório. Estava com pressa porque tinha um outro compromisso naquela noite, mas eles queriam fazer mais perguntas até no caminho do banheiro.

Eu até agora não sei responder à pergunta que fiz no título deste post. Se algum leitor tiver a resposta, por favor me diga.

Abaixo, transcrevo a palestra, na esperança de que os estudantes interessados em saber o que penso encontrem as respostas que procuram e me deixem um tempo para poder fazer minhas matérias.

Leia a transcrição da palestra aqui.

Anúncios

Written by Priscila Armani

segunda-feira, abril 27, 2009 às 11:00 pm

3 Respostas

Subscribe to comments with RSS.

  1. Digamos que estou inserida nesse contexto, já que estou no 1º ano de JO, mas ao contrário de muitos, ainda tenho aquele certo idealismo… E essa “crise jornalítica” que vivemos definitivamente assusta a todos nós, que não temos a mínima ideia de como estará o mercado daqui a 4 anos… Muito bom!

    June Smerth

    segunda-feira, abril 27, 2009 at 11:17 pm

  2. Oi Priscila.
    Gostei do seu blog, em especial desse texto.
    Hoje sou auditora, mas um dia eu quis (muuito) ser jornalista! Não por ser moda ou simplesmente por ser… mas pq eu amo escrever e pq julgo ser uma profissão maravilhosa!
    Quem sabe em outra vida eu não volto como jornalista? .. *risos*..
    Beijos.
    Aline.

    Aline Pacheco

    sexta-feira, maio 1, 2009 at 11:51 pm

  3. Oi Priscila. Bom, quando entrei para a faculdade de jornalismo, estava em dúvida se realmente era isso que eu queria. Na verdade, fiz o vestibular de jornalismo porque minha mãe achou mais fácil… eu queria na época arquitetura. Passei no vestibular e, nos primeiros dias de aula, não gostei muito do curso. Mas, alguma coisa mudou. Acho que foi o entusiasmo com que meus profis falavam na profissão, o brilho nos olhos deles que eu via, que me fizeram ficar apaixonada pelo jornalismo. Hoje amo. É maravilhoso poder ir para a aula tendo a absoluta certeza da profissão escolhida. E não por status, mas por amor mesmo. Quando me perguntam que curso eu faço e respondo jornalismo, alguns dizem: vai passar fome! Já tem muito jornalista! Mas eu não ligo. E viva o jornalismo: com ou sem o bacharelado!
    Abs
    Ana

    ana elisa

    sábado, maio 2, 2009 at 10:01 pm


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: