Priscila Armani – Jornalista

Cinema, cultura, mídia e variedades nas palavras livres de uma jornalista.

Rico em energia e nutrientes*

leave a comment »

O Velvet Underground fez uma escolha apropriada para a capa de seu álbum de estréia. A banana é uma fruta que combina bem com o disco. O toque de Midas de Warhol torna o trabalho referência até os dias de hoje, tanto em termos de arte quanto de música. 

Em muitas áreas, a máxima “menos é mais” é bastante válida. No caso do Velvet Underground, quando decidiu, em 1967, lançar seu primeiro álbum com a famosa capa de Andy Warhol, a decisão foi bastante sábia.

Até hoje a capa é referência para muitas bandas. É simples, mas não simplória. Em sua edição original, o dono do disco era convidado a descascá-la lentamente e ver o seu conteúdo. Para surpresa de muitos, a banana sem casca era cor de carne.

A mensagem por detrás disso? Interprete à vontade.

Warhol foi responsável não só pela capa do disco como também era produtor e mentor da banda no início. O álbum de estréia do Velvet ficou conhecido em todo o mundo por suas letras que descreviam o uso (e abuso) de drogas, prostituição, sadomasoquismo e comportamento sexual anormal.

Uma das canções mais famosas do álbum é “Heroin”. A letra é rica em detalhes das reações de um indivíduo sob influência de Heroína. As pessoas da época ficaram bastante chocadas com as letras de Lou Reed e o álbum foi um fracasso de vendas.

Podemos encontrar algumas semelhanças entre o disco e a fruta que está na sua capa. A principal é o fato da banana ser conhecida por ser rica em nutrientes e dar muita energia e vitaminas para quem a come. O álbum do Velvet também é cheio de energia e não é à toa que figura em 13º na lista dos “500 Maiores Álbuns de Todos os Tempos” feita pela revista Rolling Stone.

Além disso, o disco já deu muita inspiração a músicos que o ouviram, sendo um bom “nutriente” para artistas de todo o mundo. A degustação tanto da banana quanto do álbum são altamente recomendadas para a saúde do corpo e do espírito!

*A coluna Fastcult é escrita para a Revista Opperaa e sai quinzenalmente.

Anúncios

Written by Priscila Armani

quinta-feira, outubro 9, 2008 às 4:59 pm

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: