Priscila Armani – Jornalista

Cinema, cultura, mídia e variedades nas palavras livres de uma jornalista.

A estréia de “Sex and the City”

leave a comment »

    Carrie e Samantha em apuros...

Ainda não assisti “Sex and the City“, filme que estréia no Brasil hoje e tem sido muito alardeado pelas inúmeras mulheres fãs do seriado. Já escutei um bocado de gente me dizendo que o filme não é lá grandes coisas, o que me deixou desanimada. Não sou uma grande fã desse seriado, visto que já faz um bom tempo que não tenho HBO. Mas gosto da personagem Carrie, com a qual me identifico em alguns aspectos e que acho muito engraçada, principalmente porque ela escreve sobre as vivências dela e eu acho isso ótimo.

Não publico as experiências que vivo mais. Descobri que isso pode ser bastante maléfico. Passei minha vida toda tendo diários. Tinha, inclusive, um que era pela web. Mas agora estou mais light. O pior coisa sobre uma confissão escrita é que ela pode ser lida.

Mas, vamos ao “Sex and the City”. A cidade é Nova York e há 10 anos o diretor Michael Patrick King resolveu fazer um seriado inovador, que discutisse o sexo entre as mulheres modernas. Na época, foi bastante escandaloso, visto que as quatro personagens (Carrie, Samantha, Charlotte e Miranda) apareciam falando sobre e fazendo sexo. Algumas cenas eram bem picantes. Mas o filme mostra que, 10 anos depois, a mulher moderna está com a cabeça em outras coisas.

Casamento e filhos fazem a cabeça das mocinhas e não é à toa. Afinal, 10 anos se passaram. A única que não se arranjou é justamente Carrie. E ela decide, finalmente, ficar com Mr. Big. Esse cara é um capítulo à parte nesse seriado. Eles vão e voltam mil vezes. E aí toda a expectativa é torno de se o casamento finalmente irá sair ou não (O tal Mr. Big é meio neurótico com esse negócio de casar).

Tenho certeza que as mulheres que cresceram assistindo a esse seriado irão se emocionar com o filme. Eu queria assistir mais de curiosidade mesmo. Porque Nova York é linda e pelo que me parece as roupas que elas usam também. Mas só isso não sustenta uma trama. É preciso muito mais.

Vou esperar este frisson todo passar e alugar em DVD. Acho melhor. Enquanto isso, vou lendo uns artigos e vendo umas reprises. Quero estar bem embasada para criticar esta obra.

Na pior das hipóteses, espero dar algumas risadas.

Anúncios

Written by Priscila Armani

sexta-feira, junho 6, 2008 às 2:01 pm

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: