Priscila Armani – Jornalista

Cinema, cultura, mídia e variedades nas palavras livres de uma jornalista.

Miscelânea cinematográfica

leave a comment »

 

O cinema é a arte que, por excelência, abriga todo tipo de gente. Todo mundo, por mais desajustado que seja socialmente, encontra seu lugar na sétima arte. Só no cinema mulheres como Diablo Cody, que já foi stripper e vendedora de seguros, ganham um prêmio do calibre do Oscar. E é por agrupar uma miscelânia de experiências e histórias que o cinema sempre nos encanta tanto. 

Em mais um projeto inusitado, o diretor norte-americano Steven Soderbergh vai realizar uma produção sobre prostituição, mas sob o ponto de vista de uma call-girl. O cachê da personagem real no qual se inspiraram chega a ser de até dez mil dólares (cerca de 6.400 euros) por noite de trabalho. E Soderbergh está pensando em usar uma atriz pornô para interpretar o papel principal. Na minha opinião, isso seria bem adequado. Mas acho que muitos vão torcer o nariz.

“The Girlfriend Experience” é o primeiro trabalho no qual Soderbergh explora o tema do sexo desde “Sexo, mentiras e videoteipe”. Em “The Girlfriend”, ele abordará um novo tipo de prostituição, na qual os homens pagam por mulheres que interpretam o papel de namoradas perfeitas, sem deixar de lado o sexo. Aparentemente, há mais intimidade envolvida do que numa relação comum entre prostituta e cliente. Soderbergh e os roteiristas Brian Koppelman e David Levien entrevistaram inúmeras mulheres para terem noção de como é esse mundo e encontraram a personagem sobre a qual estão estabelecendo o roteiro. Por ano, ela chega a faturar US$ 1 milhão. Nada mal o cachê, né?

Desnecessário falar muito sobre essa fera do cinema que é o Soderbergh. Ele recebeu a Palma de Ouro de Cannes aos 26 anos, com o filme “Sexo, mentiras e vídeoteipe” em 1989. Até hoje essa obra dá um bocado do que falar.

Depois da Palma de Ouro, o realizador alternou o seu trabalho entre filmes intimistas e grandes sucessos de bilheteira como “Erin Brockovitch”, a série de três filmes “Ocean” e “Traffic”, que lhe deu o Oscar de Melhor Realizador, em 2001.

Saiba mais: O diretor está envolvido em inúmeras produções ao mesmo tempo. As que tem sido mais destacadas pela imprensa são os dois longa-metragens sobre a vida do guerrilheiro Che Guevara: “The Argentine” e “Guerilla”. Benício Del Toro faz o papel do guerrilheiro. Detalhe: Não estará em Cannes desse ano! A gente não sabe se ri ou chora de algo assim. Para mim, não podia estar de fora.

Obs: tem duas fotos do diretor porque ainda não sei usar o wordpress para inserir foto. Me perdoem!

Anúncios

Written by Priscila Armani

quinta-feira, maio 1, 2008 às 10:05 am

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: